BernaEuropaRoteirosSuíça

Roteiro de viagem na Suíça: Berna em 2 dias

Vista de Berna, capital da Suíça

Impossível não se encantar com a capital da Suíça (isso mesmo, engana-se quem acha que a sede nacional é Genebra ou Zurique). Pequena, acolhedora, organizada, agradável. Seja qual for o adjetivo escolhido, certamente ele poderá ser usado para descrever Berna, cujo Centro Histórico foi declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Dois dias são suficientes para conhecer todas as principais atrações da cidade.

DIA 1:

Comece sua visita pegando um Tram (Bonde) para a Bahnhof Bern (Estação Central de Berna) que fica bem no coração da cidade. Em frente à estação está a Bahnhofplatz (Praça da Estação), ponto de ligação dos diferentes meios de transporte. Aproveite para admirar a bela arquitetura ao redor.

DICA: O Centro Histórico é facilmente explorado a pé, mas quando precisamos de um transporte, optamos pelos Trams, que possuem linhas para todas as regiões da cidade e funcionam literalmente como um “relógio”. Em cada parada você vai encontrar, além das máquinas para comprar as passagens, painéis que indicam quanto tempo falta para o próximo bonde. Acredite, quando o painel mostrar que o Tram está para chegar, você já o verá!

As ruas do centro de Berna lembram o clima de cidades do interior

Caminhe pela Rua Spitallgasse, a principal de Berna. É uma rua de calçamento e carros não podem passar por ela. Mas fique atento, ela é cortada por linhas de bondes que trafegam nos dois sentidos, então cuidado para não ser atropelado. Não tenha pressa, siga admirando as construções em arenito, as lojas de chocolates e de lembrancinhas. As ruas principais do Centro Histórico são repletas de fontes. Não é por acaso que Berna é conhecida como “A Cidade das Fontes”. Cada uma delas tem um personagem diferente e uma história. A que mais chamou nossa atenção foi a de um Ogro comendo uma criancinha. Um pouco assustadora! Mas todas elas são belíssimas e dignas de muita atenção aos detalhes.

DICA: Todas as fontes possuem água potável, fresquinha e gelada. Então, não gaste dinheiro à toa. Basta ir reabastecendo sua garrafinha.

Siga até a Rua Marktgasse, centro de compras de Berna, repleta de lojas, cafés e restaurantes. Em uma dessas lojas aproveitamos para comprar os famosos Canivetes Suíços, você vai vê-los por toda parte. Observe as calçadas cobertas. Além de apresentarem um visual magnífico, fazem desta uma das maiores ruas de comércio cobertas do mundo. Para nós pedestres isso é ótimo, pois é uma proteção contra sol forte ou chuva! Continue aproveitando o passeio até chegar ao Zytglogge.

O relógio é o principal atrativo da região central de Berna

ZYTGLOGGE: Este é o ponto turístico mais marcante de Berna. Sua torre já foi usada como torre de guarda e prisão. Possui um relógio que marca as horas e um relógio astronômico que indica o mês, o signo do zodíaco e a lua. Turistas se aglomeram ali quatro minutos antes de cada hora cheia, quando bonecos mecânicos como galos, ursos e outras figuras cantam e fazem apresentações até o momento das badaladas. É possível subir na torre e ver o mecanismo por dentro, além de ser premiado com uma linda vista da cidade.

A partir do Zytglogge a rua passa a chamar-se Kramgasse, repleta de edifícios históricos. O mais marcante para nós fica no número 49, a Einsteinhaus (Casa de Einstein). Era ali que o físico vivia quando desenvolveu a Teoria da Relatividade. Hoje é um museu, aproveite para visitá-lo.

Saindo da Casa de Einstein siga para a rua paralela para visitar a Münsterplatz ( Praça da catedral) e é claro a belíssima Münsterkirche (Catedral de Berna).

MÜNSTERKIRCHE: Assim como as fontes da cidade, a catedral é uma verdadeira preciosidade. Uma das coisas que mais chamou nossa atenção foi a porta principal, pois nela foi esculpida uma obra-prima que representa o Juízo Final. Do lado esquerdo está o Inferno, com os condenados, e do lado direito o Céu, com os absolvidos. A visita não para por aí. Se você estiver disposto a enfrentar uma escada em formato de caracol, será presenteado com uma vista estonteante da cidade.

A Catedral da cidade é parada obrigatória durante o passeio

MÜNSTERPLATZ: A Praça da Catedral é cercada por edifícios. Mas, explore toda a volta da igreja, pois em um dos lados você irá se deparar com uma área aberta, com bancos para relaxar e descansar um pouquinho. O mais importante é que esta área parece um terraço, com um beiral de onde você terá uma vista para o Rio Aar de tirar o fôlego. Paramos ali e temos que confessar que a parte mais difícil foi nos convencer de que já havíamos admirado bastante o cenário e que era hora de continuar o passeio!

Saindo da Praça da Catedral, siga por uns 550 metros pela Herrengasse até o Bundeshaus (Parlamento Suíço). Existem tours gratuitos para conhecer a parte interna, mas é bem concorrido dependendo da época. Se você estiver interessado e não conseguir para o mesmo dia, pode reservar para o dia seguinte e incluir no roteiro.

Ao lado do Parlamento está a movimentada Bundesplatz, repleta de bares e restaurantes e onde você deve terminar seu dia de passeio com uma deliciosa e típica refeição. O Adrianos Bar e Cafe é excelente – e bastante concorrido.

Pista de patinação no gelo montada em frente ao Parlamento suíço

DICA: Antes de relaxar em um dos bares ou restaurantes, dê uma voltinha na praça bem ao lado, a Bärenplatz (Praça dos Ursos). Ou, se for inverno, volte à noite para o Parlamento pois é montada uma pista de patinação exatamente à sua frente, que funciona até às 23h. Nós testamos e vale a pena se divertir um pouco por ali.

DIA 2:

Pegue um Tram direto para o Rosengarten (Jardim das Rosas). A linha 6 vai deixar você bem na entrada. É um parque público com entrada gratuita que fica no alto de um penhasco, sendo privilegiado, portanto, com uma das mais belas vistas da cidade. Passeie pelos jardins e se deleite conhecendo as mais de 200 variedades de rosas que existem ali.

Depois, desça a ladeira para chegar ao Bärengraben (Parque dos Ursos), que são o símbolo da cidade. Aliás, não se espante se durante o passeio pela cidade você se deparar com várias estátuas em homenagem a eles. Dedique um pouco do seu tempo para admirar os animais brincando, mergulhando e se divertindo.

Aproveite o caminho para apreciar a vista que parece cenário de filme, ainda mais depois de nevar

Vá então para a ponte Nydeggbrücke, a principal da cidade. Impossível encontrar palavras para descrever o cenário que você vai encontrar ali. Para qualquer lado que você olhar, as casas, prédios e construções típicas irão surpreender com cenários magníficos. Sem falar do Rio Aar que passa por baixo da ponte e corta toda a região com águas de uma cor indescritível. É de tirar o fôlego.

Aquelas imagens ficaram gravadas nas nossas retinas por um longo tempo! OK, soa meio dramático isso, mas quando você se deparar com a vista vai entender. Uau. E se você estiver lá no verão, provavelmente verá pessoas nadando nas águas cristalinas do Rio Aar e fazendo “picnic” ao longo das margens.

Atravesse a ponte e siga pela Rua Gerechtigkeitsgasse (até hoje não conseguimos pronunciar esse nome…), cheia de lojas, restaurantes, bares e cafés, e onde você encontrará o lugar perfeito para terminar a visita a Berna. Lembre-se de que se continuar subindo esta rua, ela vai apenas mudando de nome, e você chegará novamente no Zytglogge.

DICA: Se ainda houver tempo sobrando, sugerimos duas visitas a museus para você escolher: o Kunstmuseum (Museu de Belas Artes) ou o Zentrum Paul Klee.

 

Veja outra opção de roteiro em Berna:

Roteiro de viagem Suíça: BERNA EM 1 DIA

 

Autores: Fábio Trindade e Tiago Stachetti

2 thoughts on “Roteiro de viagem na Suíça: Berna em 2 dias

  • Suas dicas foram muito úteis 😘

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *